Aqui, todos começam a ser ventos...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Círculo vermelho

- Se tem uma coisa que eu tenho de bonito é o seio...
Era com esse ar de quem debocha da castidade do outro e uma linda camisola vermelha que ela foi Geni. 
Amei meu bem, primeira vez que te vi interpretando.
A sutileza de como pega o copo, o cigarro. Os olhares, o ar desinteressado.
-Deixa eu fazer uma coisa, deixa? 
Vai descendo... uma paradinha... beijos incessantes nos pés.
Desde o começo dava pra sentir, ela estava devastadora.
Mas quando põe palavras no espelho, o círculo vermelho se fecha, as luzes se apagam... 
Ela sente um arrepio... 
Ela se viu Geni!

Um comentário:

Maurileni disse...

Bela Eduarda! Estou ainda com um sorriso de ponta a outra. Que venham bons ares para nós. Boas coisas. Bons encontros.
Beijos de amor pra você! M.